CIDIUS

Lançamento do CIDIUS enquanto plataforma de apoio à decisão dos autarcas.

Vivemos tempos competitivos no qual os sistemas de rankings são um importante instrumento de diferenciação da qualidade dos produtos e serviços prestados pelas empresas e instituições, independentemente da sua natureza. É neste contexto que as cidades, enquanto objeto de estudo, têm vindo a ser alvos de múltiplos índices, anotações e classificações. Desde a antiguidade, a cidade é um local de reunião, encontro e partilha, onde se conjugam, economia e conhecimento, pessoas e cultura, segurança e poder. Chamando à coação o último relatório da ONU, sobre a urbanização mundial, pode-se constatar um importante fluxo migratório para as cidades nos últimos 25 anos, donde resultou que metade da população mundial passasse a viver em áreas urbanas (UN 2015). A cidade passou a ser uma esponja humana, subordinada às leis da oferta e da procura, onde as pessoas procuram trabalho, educação, habitação, mobilidade e segurança, e sempre no pressuposto que as cidades que mais inovam e desenvolvem os seus conhecimentos são mais prósperas, justas e inclusivas, logo mais atrativas e saudáveis.

O SISTEMA DE RATING MUNICIPAL é um sistema do produto CIDIUS que se insere na corrente das smart cities e do urban analytics, que preconiza o desenvolvimento de conhecimento e inteligência nos e dos contextos urbanos. Em sentido geral, o SRM é um mecanismo de avaliação das expetativas e perceções da comunidade em torno da intervenção dos eleitos e das dinâmicas municipais.

Em termos concretos, consiste num modelo de análise e numa plataforma digital mediadora da relação construtiva entre o município e a cidadania. Ou seja, o SRM é um instrumento de gestão e uma ferramenta inovadora no panorama nacional e europeu.

O SRM é um modelo global, integrador, estrutural, longitudinal, probabilístico e de estimação da performance da autarquia e da da percepção dos munícipes. A abordagem estrutural consiste na atribuição de uma ponderação aos vetores de intervenção política, cuja concretização no tempo é valorizada entre a nossa empresa e a autarquia, cruzando essa realidade com a percepção da cidadania perante as realizações do executivo autárquico. Deste modo, trata-se, muito provavelmente, da abordagem maispoderosa e ponderada de avaliação das performances autárquicas.

Neste momento, o SRM é formado pelo Índice de Cumprimento Municipal (ICM) e o Índice de Transparência Pública (ITP). O ICM contempla o apuramento das realizações do executivo municipal e a quantificação do valor percebido pelo cidadão, a satisfação do munícipe e a lealdade do eleitor. Por seu lado, o ITP é alicerçado na avaliação pública, na óptica do cidadão, no que se refere ao comportamento da Instituição e dos seus servidores públicos.

 

http://www.cidius.pt

gsm

Licenciado em Marketing, licenciado em Publicidade e Relações Públicas, Mestre e Doutor em Ciências da Comunicação pela Universidade Autónoma de Barcelona. Desenvolveu, também, o seu percurso profissional no mundo das empresas, sendo, entre 2004 e 2007, diretor de comunicação da DELAUBE SARL, empresa especializada no desenvolvimento de projetos imobiliários em França.

Desde 2009, é diretor dos ciclos de estudos em ciências da comunicação. Em 2011, passou a ser representante da UTAD no Centro de Estudos e Investigação de Segurança e Defesa de Trás-os-Montes e Alto Douro. Já em 2012, iniciou os seus trabalhos de pós-doutoramento na área da eficácia comunicativa na Universidade de Vigo.

All author posts
1 comentário
Write a comment